Make your own free website on Tripod.com

logdejavu.jpg

Capítulo XXXI
Home
A Autora
Trailer
Personagens
Capítulo I
Capítulo II
Capítulo III
Capítulo IV
Capítulo V
Capítulo VI
Capítulo VII
Capítulo VIII
Capítulo IX
Capítulo X
Capítulo XI
Capítulo XII
Capítulo XIII
Capítulo XIV
Capítulo XV
Capítulo XVI
Capítulo XVII
Capítulo XVIII
Capítulo XIX
Capítulo XX
Capítulo XXI
Capítulo XXII
Capítulo XXIII
Capítulo XXIV
Capítulo XXV
Capítulo XXVI
Capítulo XXVII
Capítulo XXVIII
Capítulo XXIX
Capítulo XXX
Capítulo XXXI
Capítulo XXXII

O Plano Final

 O Plano Final - Parte III 


 

Policiais: Mayra Platin está aqui? E quem é Leandro?

 

 

“Oh, não, agora não! Eu estava conhecendo a futura namorada de Lis e, em um instante... já estou ferrada sem mexer absolutamente um único músculo! Já consigo ver: nossos planos e sonhos foram por água abaixo! Ai, eu sabia que não deveria ter falado com a Talita daquele jeito, eu sabia o tempo inteiro! Eu deveria ter continuado a ser a bobona de sempre! Ela deve ter contado tudo pro pai advogado e pra mãe juíza sobre o que falei dela! Daí eles devem ter chamado a polícia pra me prender por causa do show não autorizado e agora vão me processar! Putz!"

 

 

 

"Eu sabia que havia um motivo para eu não ter atitude, não falar o que eu quero... tá vendo, quem fala o que quer, vai pro xadrez! Maldita liberdade de expressão! Ela deveria ser considerada crime hediondo!"

 

 

Mayra: Eu sou a Mayra... o que aconteceu, senhor policial?

 

Leandro: Mayra, o que tá acontecendo?

 

 

 

“Regra número 1: você é considerado inocente até que se prove o contrário. Ou seja, não entre em pânico!”

 

 

 

Mulher policial: Recebemos uma queixa do Hospital de City Paranóia contra vocês dois. Vocês estão sendo acusados de fuga, agressão física e posse indevida de animais. Os senhores estão presos.

 

 

Mayra: Hos... Hospital? Posse de animais? Mas... a Talita... não... e o show...

 

 

 

 "Ahhhh... então será que, por um milagre que desconheço a causa (e o causador), a Talita não falou nada!? Será que os policiais estão aqui porque... mandei a Brida morder os médicos hoje à tarde!!? Putz, não sei o que seria pior... só sei que vou para o xadrez e ficar lá até apodrecer!”

 

 

Leandro: Eu não sei o que está acontecendo aqui, Mayra!

 

 

 

Mayra: Hey... você...??

 

 

 

“Regra número 2: nunca caia nas pegadinhas do Leandro! NUNCA!!”

 

 

 

Mayra: Há! Tá ok! Já entendi! Podem desligar as câmeras, parar de fingir e tudo mais. Leandro, muito engraçado, foi bem bolado! Me pegou direitinho, mas você é um péssimo ator, se me permite dizer! Dessa vez eu saquei tudo!

 

 

 

Policiais: Vamos algemar vocês.

 


 

Mayra: HAHAHA, pode me prender, senhor policial! Eu sei como isso tudo vai acabar mesmo! De boa! Vai pondo ae, sem neura, seu coxinha!

 

 


 

Leandro: Mayra, do que você tá falando!?!?!? Se eu fosse você ficaria quieta... isso é sério! Não é pegadinha nenhuma, juro! Estamos realmente ferrados!

 

Mayra: O quê você tá dizendo, Leandro!?!?

 

 

 

 

Leandro *cochichando*: Estou dizendo que somos criminosos! De verdade!

 

 

“Regra número 3: pode ser chocante e não condizer com a verdade do momento, mas acredite nas pessoas que te amam...”

 

 

Mayra: O QUÊ?! Hey! Não façam isso comigo!  Pára, me solta, tira a mão de mim!

 

 

Mayra: Ei, a Professora Patrícia está aqui?!!?!?! Eeeeeii, eu preciso falar com ela! Eeeeeeeeeiiii! Me solta, seu comedor de rosquinhas! PROFESSORA!!! ME SOLTA!! EEEEEEIIII, ME AJUDA!! P#$!&@! Eu preciso saber se passei de ano, pelo amor, me solta!! Me solta! Eu não fiz nadaaaaaa! Sou inocente, senhor coxinha! Não foi culpa nossa!

 

 

Homem Policial: Essa garota parece drogada! Essa festa deve estar recheada de drogas pesadas! Todo mundo parado! Marta, leve estes dois para a viatura enquanto eu vasculho o local com o Rex.

 

Marta: Certo.

 

Homem Policial: Vamos prender alguns fãs de narcóticos, Rex!

 

 

Rex: Au!!!

 

 

“E lá fomos nós... para dentro da viatura da polícia. Eu não poderia estar mais ferrada do que isso!"

 

 


”Ah, e aquela conversa de ser burrice tomar calmantes, do outro capítulo? Pensando bem, não é tanta estupidez assim, não... regra número quatro: tome o máximo possível para não sentir nada!”

 

 

Não perca o próximo capítulo de Déjà Vu! \o/

*Todos os direitos reservados à Roberta Ayres Torres (Silly Girl) e Igor Akio Matsuoka - 2005/2006/2007/2008*