Make your own free website on Tripod.com

logdejavu.jpg

Capítulo XV
Home
A Autora
Trailer
Personagens
Capítulo I
Capítulo II
Capítulo III
Capítulo IV
Capítulo V
Capítulo VI
Capítulo VII
Capítulo VIII
Capítulo IX
Capítulo X
Capítulo XI
Capítulo XII
Capítulo XIII
Capítulo XIV
Capítulo XV
Capítulo XVI
Capítulo XVII
Capítulo XVIII
Capítulo XIX
Capítulo XX
Capítulo XXI
Capítulo XXII
Capítulo XXIII
Capítulo XXIV
Capítulo XXV
Capítulo XXVI
Capítulo XXVII
Capítulo XXVIII
Capítulo XXIX
Capítulo XXX
Capítulo XXXI
Capítulo XXXII

Capítulo XV - Entre Lápides

 ENTRE LÁPIDES


"Passamos o resto da tarde juntos no cemitério. A chuva se foi, dando lugar a um sol que aqueceu nossos corações. Andamos por entre as lápides, lemos os epitáfios juntos, conversamos sobre diversas coisas, procuramos nos conhecer melhor. Era incrível como nós éramos parecidos! Gostávamos das mesmas coisas, tínhamos os mesmos interesses, as mesmas opiniões. Ou quase as mesmas, já que ele me acha linda e todo aquele monte de mentiras (ou ausência de visão). P
ara mim, já estava comprovado: somos almas-gêmeas que se reencontraram nesta vida e se uniram mais uma vez... mas que ainda não tinham se encontrado nesta encarnação. E aqui estamos!"



Mayra:
Então... o que você e o...

 



Leandro: Dexter?

Mayra: É. O que vocês estavam fazendo aqui?

 



Leandro: Eu estava passeando com ele até que ele se soltou da guia e veio correndo até aqui... e ele parou diante de uma Mayra desacordada e... roncadora!


Mayra: Seu mentiroso! Eu não ronco!


Leandro: Pois então explique ao Dexter o que eram aqueles barulhos estranhos vindos da sua boca...




Mayra: Seu sem graça! *pensando* Será que eu tava roncando mesmo?! Afff, eu sou uma loser mesmo!
 



"Rimos muito! Já vi que o Leandro é o oposto de mim em matéria de humor: eu sou muito carrancuda, chorona e cara fechada, enquanto ele parece fazer qualquer um dar risada... inclusive eu! Mas lembrei de um detalhe...”

 



Mayra: Que coisa... seus amigos disseram que nunca viram você sorrir...

 




Leandro: Ah, quando a gente não está na escola, é bem mais fácil dar risada e se divertir... principalmente se estivermos ao lado de alguém especial...


Mayra: *que vergonha!*

Leandro: Pena que não é o seu caso, Mayra... infelizmente...


 

Mayra *pensando*: Ãhn?! Ah, eu sabia que estava tudo perfeito demais para ser verdade... sou uma babaca mesmo por ter acreditado... agora ele vai falar que isso tudo foi uma pegadinha do Joião Krébis e eu vou chorar, chorar e chorar. Eu sabia...




Leandro: Que cara é essa!? Acreditou!?! UAHuAhUHaAHAhAhUAHaA!!

 

 

"Ah, como ele é bobo! Ainda vou ter que acostumar com esse humor dele... senão vou acabar me auto-magoando!"




"Ficamos a tarde todinha lá, falando um monte de besteiras, rindo e brincando com o Dexter. Ele é um amigo-homem que nunca tive! Rimos com nossas inúmeras semelhanças.... até em coisas aparentemente simples éramos idênticos. Tudo em nós combinava. Tudo nele me encantava..."

 

 

 

Leandro e Mayra *pensando*: Devo estar sonhando...

 

 

 

"Enquanto viajava em meus devaneios, pensando no quanto minha vida seria diferente daqui por diante - se depender de mim, é claro -, ele se ajoelhou diante de mim e me perguntou aquilo que mais queria ouvir de um cara como ele:"

 

 

Leandro: Mayra... Você... você quer ser a minha namorada?

 

 

 

 

"Surtei. O quê!? Ninguém nunca me pediu em namoro, tampouco tão cedo assim!”

 

 


Não perca o próximo capítulo de Déjà Vu! \o/

*Todos os direitos reservados à Roberta Ayres Torres (Silly Girl) e Igor Akio Matsuoka - 2005/2006/2007/2008*